vencedores - 2015

Publicado: quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Apex-Brasil – Case: Expo Milão 2015 – Participação Brasileira



Histórico/Antecedentes/Circunstâncias


Considerado o terceiro maior evento do mundo, atrás apenas da Copa do Mundo de futebol e dos Jogos Olímpicos, a Exposição Universal, cuja primeira edição foi realizada no ano de 1851, em Londres, tem como objetivo principal apresentar, através da troca de conhecimento entre os povos, os avanços da humanidade. Atualmente, realizada a cada cinco anos e em diferentes países, representa um espaço importante de compartilhamento de tecnologias, inovações e descobertas que possam influenciar o desenvolvimento da arte, educação, design, comércio, turismo e relações internacionais.


Problema/Desafio/Oportunidade


Reconhecido como uma potência mundial do agronegócio, o Brasil planejou sua participação na Expo Milão 2015, que teve como tema central “Alimentando o Planeta, Energia para a vida”, com a meta de debater a nutrição de forma sustentável, justa e saudável. Organizada pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), com apoio do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a participação do país visou mostrar às 145 nações presentes ao evento, sua capacidade de ampliar a produção de alimentos e atender demandas mundiais utilizando tecnologias avançadas de forma sustentável.


Plano


Com o tema “Alimentando o Mundo com Soluções”, a participação brasileira na Exposição Universal de Milão, realizada entre 1 de maio e 31 de outubro de 2015, destacou a importância do país no agronegócio mundial. O setor desempenha papel significativo na economia do país, respondendo por 23% do PIB e por 43% do total de exportações. O Brasil é o quarto maior fornecedor mundial de alimentos e bebidas, depois de Estados Unidos, Alemanha e Holanda, e principal exportador mundial de açúcar, café verde, carne bovina, carne de frango, soja e suco de laranja. Para o presidente da Apex-Brasil e comissário geral do país na Expo Milão, David Barioni Neto, o evento representou uma grande oportunidade de consolidar a imagem brasileira perante as outras 145 delegações, promover as exportações e atrair investimentos estrangeiros.


Execução/Ativação


O Pavilhão Brasil foi concebido para proporcionar aos visitantes uma experiência única de entretenimento e conhecimento sobre o país, através de um percurso combinando atrações artísticas e culturais e interação com informações relevantes sobre soluções de alimentação para o mundo. Escolhido através de concurso público, o projeto de construção do Pavilhão foi organizado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil, e teve como vencedor o Studio Arthur Casas, em parceria com o Atelier Marki Brajovic e o Mosae Milano Open Studio. Com três andares, o Pavilhão foi construído em uma área de 4 mil metros quadrados, capaz de receber exibições, atividades culturais e gastronômicas, seminários, eventos de negócios e relacionamento. Sua localização estratégica, próximo à entrada oeste da Expo e à estação do metrô, fez do Pavilhão Brasil um ponto de passagem de 60% do público visitante, estimado pelos organizadores em 20 milhões de pessoas durante o período de sua realização.


Resultados


O Pavilhão Brasil foi um dos que mais recebeu pessoas. Em seis meses, foram cerca de 5,3 milhões de visitantes. De 4 visitantes da Expo Milão 1 passou pelo Pavilhão do Brasil. O Projeto Expo Milão apoiou 151 empresas. Destas, 95 são exportadoras e representam, na pauta brasileira, o valor exportado de US$ 8.429.219.416,00, compreendendo 186 destinos no período de abril a setembro de 2015. Conforme pesquisa realizada no local com participantes de 145 países, o espaço brasileiro ficou em quinto lugar em preferência.


Durante o período, foram atendidos 910 jornalistas de 29 diferentes países, e realizadas 81 entrevistas sobre o agronegócio no Brasil. Em mídia espontânea, o Pavilhão Brasil ganhou 1.262 publicações em veículos de comunicação internacionais, outras 409 na mídia nacional, e 1.959 menções nas redes sociais. O espaço brasileiro recebeu também a visita de 717 delegações de outros países e 7.549 pessoas com visita guiada de 49 países. Entre seminários, exposições e shows, o Pavilhão recebeu 36 eventos. Esse trabalho resultou ainda na conquista do prêmio do programa “Towards a Sustainable Expo, que reconheceu o Pavilhão como um dos mais bem sucedidos na categoria Design e Materiais de Edificação, privilegiando a sustentabilidade em sua construção.

galeria de fotosver todas >

  • Walter Longo
  • Armando Ferrenti e Walter Longo
  • Vigor Grego
  • Nova Vigor Mix
flickr
by