vencedores - 2011

Publicado: sábado, 1 de janeiro de 2011

Caixa Econômica Federal – Mega da Virada 2010






Empresa: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

Case: MEGA DA VIRADA 2010



O PROBLEMA: Em 49 anos de história, onde a Caixa está presente em todas as regiões brasileiras com uma ampla rede de atendimento - mais de 36,2 mil unidades, que chegam a 5.467 municípios, com mais de 6 mil unidades próprias, entre agências, postos e salas de autoatendimento, além de aproximadamente 30 mil correspondentes bancários, englobando lotéricas e postos CAIXA Aqui - é difícil encontrar no país, quem não tenha feito uma aposta e, principalmente, encontrar cidadãos brasileiros que não conheçam as Loterias da CAIXA. Apesar do seu crescimento constante, as Loterias CAIXA não conseguiam sensibilizar os jovens e a nova classe C, que, por sua natureza, não se identificavam com a linguagem da comunicação até então utilizada. Diante disso, fazia-se necessário rejuvenescer a marca e angariar esse público, tão importante para a evolução e o futuro das Loterias da CAIXA. Foi então, que em 2009, lançou-se uma nova plataforma de comunicação, "Para a Sorte Todo Mundo é Igual", e o lançamento do produto Mega da Virada. Para o ano de 2010, o desafio era reforçar a comunicação da Mega da Virada e superar os resultados agressivos obtidos em 2009, o maior prêmio já pago da América Latina.


O DIAGNÓSTICO: A nova campanha de Mega da Virada deveria: informar o início das apostas, a apresentar a data do sorteio para a população, incrementar o volume de apostas durante todo o ano e criar maior relevância e atratividade, mobilizando os diversos públicos.


O PLANO: O conteúdo da campanha precisava adequar-se a uma demanda de comunicação de alto impacto, com mensagens reduzidas e que provocassem principalmente o futuro apostador, aquele com pouca ou nenhuma experiência com Loterias da Caixa. Observando o comportamento dos apostadores em 2009, concluiu-se que o volume das apostas concentraram-se nos últimos quatro dias que antecederam o sorteio, apostas de poucos dias que superaram as apostas de todo o mês. Tal peculiaridade foi entendida como fator determinante para uma nova estratégia de comunicação, sobretudo para uma nova estratégia de mídia.


A EXECUÇÃO: A campanha teve como mote principal a mudança que iria acontecer na vida de quem ganhasse a Mega da Virada: com um prêmio nunca antes distribuído em toda a América Latina, o ganhador iria ver a vida de uma maneira totalmente diferente. Para ilustrar essa ideia, a comunicação foi inspirada nos musicais da Broadway, onde tudo é uma grande festa e o conceito utilizado foi: Mega da Virada. Pode ser você. A campanha para divulgação do sorteio iniciou-se no mesmo dia das apostas, em 1 de novembro, sendo trabalhada com três fases até a data do sorteio, 31 de dezembro. 1 fase (filme 30"): foi anunciado que as apostas já haviam começado; 2 fase (filme 30"): reforço na mensagem de que o prêmio não acumulava e que, de um jeito ou de outro, teria um ganhador; 3 fase (filme 15"): lembrança da iminência do sorteio, mas que ainda dava tempo de apostar. Na TV e na internet, foram trabalhadas peças com atualização diária do valor do prêmio, deixando claro ao apostador que, a cada dia, o prêmio estava maior. No jornal, foram trabalhados formatos diferenciados para chamar mais atenção dos apostadores. Rádio e mídia exterior também participaram do plano massivo. No dia 31 de dezembro de 2010, data do sorteio, todas as grandes redes de TV aberta entraram, em cadeia e ao vivo, para transmitirem o sorteio da Mega da Virada, à semelhança de 2009.


OS RESULTADOS: O resultado alcançou os objetivos da CAIXA e, mais uma vez, bateu recorde de arrecadação, consolidando a Mega da Virada como o maior prêmio de loterias da América Latina. A premiação de R$ 194,4 milhões fez quatro apostadores milionários, rendendo cerca de R$ 48,6 milhões para cada um. Esse concurso arrecadou R$ 472,5 milhões (recorde de vendas para um só concurso) rendeu ao mês de dezembro a marca de R$ 1,16 bilhão em vendas e quebrou os seguintes recordes: Vendas no mês: R$ 761,1 milhões em dezembro 2010; Vendas no ano: mais de R$ 4,3 bilhões; Maior quantidade de apostas: 236,2 milhões; Maior emissão de bilhetes: 76,2 milhões.



galeria de fotosver todas >

  • Walter Longo
  • Armando Ferrenti e Walter Longo
  • Vigor Grego
  • Nova Vigor Mix
flickr
by