vencedores - 2005

Publicado: sábado, 1 de janeiro de 2005

Instituto Junia Rabello – Reinventar a roda ou ajudá-la a girar




CASE INSTITUTO JUNIA RABELLO: REINVENTAR A RODA OU AJUDÁ-LA A GIRAR?


OBJETIVO O Instituto Junia Rabello, criado pelo Banco Rural em novembro de 2002, é um projeto de apoio financeiro e operacional a projetos sociais, que recebe 1% do lucro líquido anual da empresa e conta com a participação voluntária de seus funcionários. O Banco Rural é uma instituição financeira de capital nacional que atua em todo o país, tem cerca de 30 mil clientes e mais de dois mil funcionários. O IJR deu início às suas atividades no ano de 2003. Seu objetivo era coordenar os investimentos do banco na área social, apoiando, financeiramente e através de parcerias, entidades que realizassem projetos de educação, cultura e assistência social. O Instituto deveria, também, estimular o trabalho voluntário dos colaboradores do Banco Rural. A idéia de criar uma fundação, com projeto social próprio, apresentava algumas dificuldades como a limitação geográfica, já que havia o interesse de atingir o maior número possível de comunidades onde o Banco Rural está presente. Além disso, o número de projetos que pediam o apoio do banco era grande e mostrava que algumas iniciativas, por mais interessantes que fossem, tinham dificuldades para sobreviver. A experiência dos funcionários do Rural em gestão era reconhecida, mas seriam os princípios aprendidos e aplicados no negócio bancário os mesmos necessários à administração de projetos sociais?


PLANO A decisão do Banco Rural foi de que era mais proveitoso e seguro apoiar projetos de terceiros, ensinando o que sabiam sobre gestão e aprendendo o que os gestores tinham a ensinar sobre a administração de projetos sociais. A criação do Instituto Junia Rabello reafirmou o entendimento do Sistema Financeiro Rural de que um banco, além de gerenciar, captar e emprestar com eficiência recursos financeiros de pessoas físicas e jurídicas, deve desenvolver práticas e ações que venham a impactar positivamente a comunidade em que atua. Além disso, deu mais clareza e transparência a essas ações e criou um canal permanente para a participação de seus funcionários, clientes e fornecedores.


EXECUÇÃO O IJR decidiu pelo apoio de projetos que contribuam para o desenvolvimento das capacidades de crianças, jovens e adultos por meio da expressão artística, acreditando que ela contribui para a formação de pessoas mais autônomas e criativas. Nas parcerias com as organizações sociais, o Instituto oferece, além do apoio financeiro, a experiência de seus funcionários na área de gestão, para que as entidades possam melhorar a qualidade do serviço, aprimorar suas equipes, potencializar os recursos empregados, ampliar o leque de resultados e aumentar o grau de autonomia, tornando-se, no futuro, independentes. O Instituto Junia Rabello realiza, anualmente, um Seminário de Melhores Práticas, com a participação de pensadores reconhecidos nas áreas de atuação propostas e representantes de projetos sociais de sucesso. A idéia do Seminário surgiu da necessidade de se compartilhar experiências na área de gestão de projetos. A seleção dos projetos a serem apoiados também é anual. A diversidade regional verificada nas propostas recebidas pelo Instituto é respeitada no momento da escolha. Assim, as partes do país que tiverem maior número de inscrições terão também, o maior número de projetos aprovados naquele ano. O processo seletivo compreende quatro etapas: Aceitação dos Projetos uma equipe do Instituto realiza uma pré-seleção de projetos, verificando se o projeto está de acordo com o foco definido pelo IJR e se traz as informações essenciais que permitam sua análise. Seleção de Projetos Recomendados funcionários voluntários analisam um grupo de projetos e selecionam alguns deles. Não importa nessa fase, o número de projetos recomendados. Seleção dos Projetos a serem Apoiados um grupo de especialistas e a equipe do IJR fazem a seleção final dos projetos a serem efetivamente apoiados pelo Instituto. Comunicação aos Aprovados e Recusados o processo seletivo e seus resultados são amplamente divulgados. Depois de selecionados os projetos a serem apoiados, as instituições parceiras participam de um treinamento no qual ficam conhecendo melhor o Instituto Junia Rabello, são apresentadas aos padrinhos, indicados pela agência do Banco Rural mais próxima do local onde se realiza o projeto, e recebem informações sobre o processo de liberação de recursos, acompanhamento e prestação de contas. Projetos apoiados em 2003: Cica em Cena (MS), Um Novo Olhar Através da Arte (CE), Mente Livre (MG), Oficinas de Música (RS), Raízes para a Arte e para a Cultura (PE), Mundo Mudo que Muda (RJ), Recriança (BA), Presente (MG), Arte Com Vida (MA), Culturarte no Campo (MA), Sapicuá Pantaneiro (MS), Estrelas Coloridas (SP); Escola de Arte Sacra (SP); Crescendo na Alegria (MG), Reinventando a Escola (MG), Centro Multiculturalismo Comunitário (MG), Reciclando a Vida (MG), Orquestra de Violões (MG), Circuito Cultural (MG). Projetos Apoiados em 2004: Adolescer com Música (MG), Amadeus (GO), Baticudum (MG), Canto das Araras (MT), Coral Sol Maior (PR), Ilha Musical Fase III (RJ), Manutenção de Escola de Música Infantil (MG), Música e Cidadania (SC), Música e Educação para a Cidadania (SP / AL / MG), Música é Vida (BA), Música, um Direito de Todos (PB), Musicalização com Mestres do Sertão de Pernambuco (PE), Musicografia em Braile (ES), Oficina de Lutheria (MG), Paluvagem (PA), Re-vivendo Músicas de Ontem, Hoje (MA).


RESULTADOS Em 2003, foram apoiadas 20 iniciativas em 10 estados brasileiros, todas voltadas para a educação de crianças e adolescentes em situação de risco, através da arte. Cerca de 1.500 jovens foram beneficiados diretamente pelas iniciativas e mais de oito mil indiretamente, além das comunidades atendidas pelos projetos. Em 2004, além de três projetos para os quais foi mantido o apoio, outros 21 foram selecionados, em 15 estados brasileiros, atingindo diretamente cerca de 2.500 crianças e adolescentes. Além disso, o IJR consolidou, em apenas um ano de atuação, a imagem de instituição séria e comprometida com os avanços que busca alcançar na área social.



flickr

galeria de fotos ver todas >

  • Foto 1
  • Foto 2
  • Foto 3
  • Foto 4
by