vencedores - 2011

Publicado: sábado, 1 de janeiro de 2011

Sobloco Construtora – Programa clorofila de educação ambiental






CASE SOBLOCO: PROGRAMA CLOROFILA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL


OBJETIVO O principal objetivo do Programa Clorofila de Educação Ambiental, implantado a partir de 1992 pela Sobloco Construtora, é desenvolver nas crianças e jovens do município de Bertioga SP, o conceito de Cidadania Planetária, mostrando que todas as pessoas são co-responsáveis pela preservação dos bens naturais e toda forma de vida, pela justiça social e por uma relação mais harmônica entre todos. Difunde a idéia de que, dentro de suas possibilidades, qualquer indivíduo pode atuar com pequenas ações ou grandes projetos para melhorar o ambiente onde convivem.


PLANO O Programa envolve alunos, pais e educadores de escolas municipais, estaduais e particulares do Município de Bertioga SP, da pré escola até o 2º grau, na melhoria do seu ambiente mais próximo a escola, o bairro desenvolvendo neles a criatividade e a iniciativa para implantar melhorias e sistemas sustentáveis, bem como, adotar hábitos e atitudes de conservação ambiental. Os primeiros passos do trabalho de educação ambiental foram dados em 1992 com o lançamento da campanha "Seu Lixo vale Ouro". Outras ações (visitas, encontros, oficinas, etc) aconteceram de forma sistemática até que em 1997, a Sobloco reuniu todas as ações que até então aconteciam de forma isolada, em um único programa, batizado de Programa Clorofila de Educação Ambiental.


EXECUÇÃO O Programa Clorofila de Educação Ambiental adotou o slogan "preservando meu ambiente" visando implantar, através da participação dos alunos, professores, diretores e pais, melhorias nas instalações físicas das escolas que estavam bastante descuidadas, criando uma afetividade com o ambiente e desenvolvendo um sentimento de responsabilidade na sua manutenção. A primeira frente de trabalho do Projeto foi a de reformar o jardim das escolas, não só para o embelezamento do espaço, mas principalmente, para criar meios para o desenvolvimento de atividades voltadas para a educação ambiental. Para cada escola foi previsto o plantio de espécies de flores, arbustos e árvores, a implantação de horta, canteiro de ervas medicinais e uma composteira. O projeto de plantio nas escolas foi realizado com um evento festivo, onde todos eram convidados a plantar. As mudas de plantas foram doadas pela Sobloco, bem como a equipe de apoio como jardineiros, engenheira agrônoma e a educadora ambiental que coordena todo o traba¬lho. Após o plantio, cada classe da escola participante recebe um "Diploma de Amor e Cuidado com a Escola", no qual constam o nome de todos os participantes que "adotaram" aquele pedaço da escola, agora sob seus cuidados. Os desdobramentos do Projeto Clorofila também ocorrem em sala de aula, onde as crianças realizam atividades que visam reforçar os conhecimentos sobre a natureza. Temas como o valor nutritivo dos alimentos, a função dos microorganismos na decomposição de materiais orgânicos dentre outros assuntos são abordados. Os professores são preparados sobre a forma de abordagem a ser adotada e recebem diversas sugestões de atividades práticas e teóricas com as crianças. Também são feitos trabalhos de educação artística, aliando os conhecimentos teóricos com a representação estética. O plantio de ervas medicinais é sempre acompanhado de uma pesquisa envolvendo pais, curandeiros populares e comunidade indígena, feita pelas próprias crianças que buscam informações culturais sobre a importância dessas plantas para fins terapêuticos. Todo o trabalho e atividades realizadas são registrados para que o conhecimento adquirido não se perca e para que o material produzido seja utilizado como fonte de pesquisa por outros alunos. Todas as ações realizadas visam tornar a escola autônoma, para que ele busque seus próprios meios de manter esse trabalho.


RESULTADOS Com 19 anos de atuação, o Programa até o momento, já atingiu cerca de 12 mil estudantes do ensino infantil ao ensino médio, além de seus familiares e comunidade. O projeto já foi implantado em 19 escolas que se tornaram "parceiras". Fruto da implantação do Projeto Clorofila nas escolas, a manutenção e cultivo de hortas nas instituições tornou-se uma prática regular. Ela é o principal instrumento de educação ambiental no cumprimento do tema transversal Meio Ambiente. Além disso, o Programa Clorofila de Educação Ambiental, no decorrer dos anos, passou a atuar e promover várias outras frentes como: o Projeto Agenda 21 na Escola, a partir de 2008; Prêmio Atitude Ambiental; Educação Ambiental através do lixo; formação para o educador; curso
Ecologia no dia a dia; dentre outras. Para a Sobloco, a educação ambiental não se faz somente pela informação, mas principalmente, pela relação afetiva e respeitosa que se cria com a natureza. A empresa acredita que os jovens sensibilizados com o Programa serão adultos mais cuidados e responsáveis, porque vivenciaram uma relação mais íntima com a natureza e seus processos, percebendo-se parte dela.



flickr

galeria de fotos ver todas >

  • Foto 1
  • Foto 2
  • Foto 3
  • Foto 4
by