vencedores - 2011

Publicado: sábado, 1 de janeiro de 2011

Vale – Plano de ação de sustentabilidade Vale





CASE VALE: PAS VALE PLANO DE AÇÃO DE SUSTENTABILIDADE VALE


OBJETIVO O Relatório de Sustentabilidade 2010 da Vale apresentou 90 indicadores de desempenho econômico, social e ambiental e alcançou o nível de aplicação A+ da GRI, nível máximo de transparência. O relatório de sustentabilidade com seus respectivos indicadores foi a linha mestra para o estabelecimento de um processo de melhoria de gestão em sustentabilidade, evidenciado pela criação do PAS (Plano de Ação de Sustentabilidade).O PAS tem como objetivo estabelecer metas e ações de melhoria de desempenho relacionadas à sustentabilidade. Inicialmente, o PAS tratou de padronizar e consolidar indicadores socioambientais e realizar ações estruturantes, como as políticas de Desenvolvimento Sustentável e de Direitos Humanos. Em 2010, o PAS definiu indicadores de desempenho considerados prioritários para o estabelecimento de metas de performance.


PLANO Os indicadores de sustentabilidade selecionados seguem a metodologia GRI (Global Reporting Initiative) e estão vinculados aos seguintes temas: insumos combustíveis, consumo e recirculação de água, geração e destinação de resíduos, fechamento de mina, desenvolvimento local e recursos humanos. Para esses temas, foram estabelecidas metas, sendo que para os indicadores ambientais, as metas foram definidas com base em consumo especifico (como por exemplo, consumo de água por tonelada produzida). Para 2011, serão inseridos o acompanhamento e a implantação de metas para Disposição Final de Resíduos. A inclusão das metas do PAS como um dos critérios para Remuneração Variável (RV), em 2010, reafirma o compromisso das áreas com a melhoria permanente dos resultados e com o avanço da gestão da sustentabilidade na Vale.


EXECUÇÃO A Vale planeja investir aproximadamente US$ 335 milhões em iniciativas definidas no PAS entre 2010 e 2012. Estão previstas 880 ações para a melhoria dos indicadores, relacionadas, especialmente, à redução dos resíduos perigosos gerados e à eficiência na utilização de recursos naturais, como água e energia. O plano é revisado anualmente, com o estabelecimento de novas metas e ações para os anos subsequentes. A partir de 2011, as metas serão acompanhadas mensalmente pelos diretores, reforçando o comprometimento da Vale com a sustentabilidade. Algumas ações do PAS estão relacionadas a aquisição e implantação de equipamentos, sistemas e processos de controle ambiental, voltados a assegurar a conformidade e o aprimoramento do desempenho em operações já existentes. As principais ações relacionadas aos indicadores ambientais são: Geração de Resíduos Perigosos, Captação de água, Consumo de Energia Direta, Reuso / Recirculação de água, Consumo de Energia Indireta, Emissões GEE. Em relação a Fechamento de Mina, foi desenvolvido um procedimento operacional para elaboração de planos de fechamento de mina que considera, além dos aspectos ambientais, os aspectos sociais e econômicos relacionados ao término das atividades. Com o objetivo de contribuir com o desenvolvimento de fornecedores locais foi estabelecida uma meta para o aumento percentual de compras locais no Pará e Maranhão, dois dos principais Estados onde a Vale tem operações no Brasil. A meta de treinamento no ano de 2010 teve foco nos treinamentos para formação dos supervisores da Vale.


RESULTADOS No que diz respeito à contribuição para o desenvolvimento e fornecedores locais , a Vale superou a meta de 2010 e para 2011 uma nova meta foi estabelecida considerando os Estados do Pará, Maranhão, Espírito Santo e Minas Gerais. A meta de treinamento em 2010 foi alcançada e 50% de todos os supervisores no Brasil receberam o treinamento. Para 2011, o objetivo é ampliar a meta para todos os empregados, aumentando o percentual de horas treinadas em relação ao total de horas trabalhadas. A construção do PAS no que tange a indicadores segue uma abordagem progressiva. Em 2010, foram incluídas as operações brasileiras de minério de ferro, pelotização, logística, manganês, cobre e potássio. Para 2011, está programada a expansão para as unidades de carvão, níquel, caulim e fertilizantes, incluindo operações internacionais. Em 2010, a redução de consumo de óleo diesel foi de aproximadamente 32 milhões de litros o que resultou em uma economia de R$ 54,7 milhões. Em consumo de energia indireta, nas unidades da Vale que desenvolveram o PAS foi possível perceber uma redução de aproximadamente 595 mil MWh, o que significa uma economia de R$ 139,9 milhões no ano de 2010. As metas estabelecidas pelo PAS preveem reduzir também, o volume de água captada pelas unidades abrangidas pelo plano, entre 2010 e 2012. Essa redução no ano passado foi de aproximadamente 33 milhões de m³ na captação de água. No que se refere ao peso total de resíduos, o PAS concentrou-se, neste primeiro ano, na redução de resíduos perigosos. Em 2010, o resultado alcançado pelas unidades abrangidas no plano reduziu a geração de resíduos perigosos em 3 mil toneladas.



flickr

galeria de fotos ver todas >

  • Foto 1
  • Foto 2
  • Foto 3
  • Foto 4
by